Planeta Reggae

Current track

Title

Artist


JO MERSA MARLEY LANÇA EP ETERNAL

Written by on 9 de junho de 2021

O sobrenome “Marley” remete facilmente ao maior artista do século XX. A obra de Bob continua viva e segue renovada e trazendo novas influências através de seus filhos e netos, como é o caso de Jo Mersa Marley.

Jo Mersa é filho de Stephen Marley, artista que já levou nada menos do que 8 Grammy na sua carreira como cantor e produtor musical. O neto do rei do reggae já nasceu no meio musical e estreou em 2014 com o EP “Comfortable”, muito bem recebido pela crítica internacional.

De lá pra cá, Mersa cravou parcerias de peso. Dentre elas, a música “Light it Up” do Morgan Heritage que levou o Grammy em 2016 (álbum “Strictly Roots”), “The Fruit of Life” com o seu pai Stephen Marley e “Point of View”, com seu tio Damian “Jr. Gong” Marley.

Após seis anos, Jo Mersa Marley acaba de lançar “Eternal”.  O projeto conta com 7 faixas, e participações de Busy Signal, Kabaka Pyramid e Black Am I. Este novo passo é apenas uma amostra do potencial que o artista vem mostrando desde o início da carreira.

Em “Eternal”, Jo Mersa transcende todas as barreiras do Reggae trazendo influências da música eletrônica, hip hop e do dancehall jamaicano (estilo que vem conquistando até artistas do Brasil como Iza e Anitta). As letras são taticamente colocadas diante do momento atual e falam de temas como o amor à música, confrontamento em relação às injustiças da sociedade e também sobre a presença feminina na sua vida.

Esse lançamento do artista do selo Ghetto Youths International balança as estruturas e contagia pela sua versatilidade. Uma obra completa com narrativa conectada por progressões sônicas, 7 faixas e 23 minutos de muito peso.

ETERNAL – FAIXA A FAIXA

A primeira canção “Guess Who’s Coming Home”, coproduzida por Jo Mersa, indiretamente destaca seu retorno após tanto tempo. Baseado com raízes sonoras rítmicas, mas taticamente misturada com EDM, essa canção estrategicamente entrega a ideal fundação Sonora do prodígio Jo Mersa. “Yo Dawg” também fornece uma plataforma para o jovem Marley explorar sua fascinação e amor pelo inicio do Dancehall junto com o seu irmão musical Busy Signal. A música “Made It” no qual participa o gênio das letras Kabaka Pyramid, é uma discussão sobre o seu espaço na vida e as alegrias que chegam quando você consegue esse tipo de crescimento.

O estilo bravo, porém, consciente da música “No Way Out” dá espaço ao lado indignado de Jo Mersa Marley que conhecemos. Nela, com o poderoso Black Am I, Jo Mersa confronta a sociedade, falando das injustiças que perpetuam e o Carma que sempre volta como resultado. Embora as conversações sejam uma parte necessária de seu estilo musical, ele se posiciona num ambiente mais íntimo com a música “Thinking”. Nessa canção, tornou-se poética a forma como ele lida com a mulher em sua vida. A batida one drop deste dancehall é altamente contagiante, onde a palavra “Killy” na letrada música faz balançar as estruturas.

Fechando o álbum, a última música do projeto é também uma das mais fortes, “That Dream” é um comentário sobre o ciclo de violência envolvido na vida do crime. Ela reflete com bom gosto sobre o tipo de inquietação que acompanha a vida neste mundo, o tempo todo apoiado por uma mistura cativante de reggae e hip hop.